13 fevereiro, 2017

População de Bacabal padece sem serviços básicos do poder público municipal

13 fevereiro, 2017
Em Bacabal a atual gestão municipal ainda não conseguiu dar uma cara nova a cidade e a população, como sempre, é que padece.

Para usar como exemplos basta citar três setores específicos que são impossíveis de camuflar os problemas: a Iluminação Pública tem sido alvo de muitas reclamações porque reflete, sobretudo, na segurança dos moradores. Muitas ruas e avenidas estão na completa escuridão.

Infraestrutura: a quantidade de buracos nas vias públicas já merece, por parte da Secretaria Municipal de Obras, pelo menos uma força-tarefa para tapa-los e evitar tantos prejuízos aos motoristas, motociclistas, ciclistas e até mesmo pedestres.

Taxistas e mototaxistas estão tendo que dividir o pão de cada dia com os donos de oficinas mecânicas. 

Por fim, temos a Limpeza Pública ou, para ser mais preciso, a falta dela.

Nessas imagens abaixo, feitas na tarde deste domingo (12), nota-se que até nos locais de maior movimentação a coleta de lixo tem deixado a desejar. Na avenida Carlos Sardinha, onde se concentra residências e vários comércios, a sujeira está por quase toda parte, exalando mau cheiro, atraindo animais e impedindo a passagem de transeuntes pelas calçadas.

O intervalo de dias para a passagem do carro do lixo é tanto que nem os contêineres colocados no local pela gestão anterior dão conta.

Outro flagrante é mais caso de desordem.

Em meio a outro monte de lixo espalhado em um canteiro na rua Humberto de Campos, próximo a praça Santos Dumont (Bom Pastor), um morador descartou uma geladeira.

Logo ao lado mais problema. Um bueiro jorrando água de esgoto no meio da rua, a pouquíssimos metros do Hospital Materno Infantil.

blog do Sergio Matias
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário