27 janeiro, 2017

Ministério Público intensifica caça à servidores fantasmas na prefeitura de Codó

27 janeiro, 2017
O Ministério Público intensificou a caça à servidores públicos do município de Codó considerados fantasmas e alguns já foram identificados.

Já existem procedimentos de investigação abertos contra, pelo menos, 20 pessoas.

Quase 100% dos casos já investigados e os que estão sendo descobertos são da área da educação. Professores, concursados, que deveriam estar a frente de salas de aula mas que nunca aparecem.

A promotora Linda Luz Matos Carvalho, responsável por este trabalho, deu exemplos de como a irregularidade vinha acontecendo ao ser entrevistada pela TV Mirante.

Falou em professores concursados que subcontratavam outros enquanto estavam noutros municípios ou mesmo tentando dar conta do impossível.

“Não trabalha e coloca outra pessoa ou então tem cargo em outro município e coloca outra pessoa no seu lugar para ministrar aulas quando ele deveria estar ministrando (…) além disso já restou constatada na nossa investigação que têm pessoas que têm 3, quatro cargos, contratos com o Estado e a gente já percebeu, assim de antemão, que é humanamente impossível a pessoa conseguir cumprir todos os cargos e todos os contratados que ele está vinculado’, esclareceu

DEVOLVER A GRANA

Dra. Linda Luz vai se reunir com secretários municipais, e o primeiro será com a de Educação, professora Deusimar Serra, para exigir deles uma lista com todas as informações funcionais de cada servidor, inclusive de anos anteriores.

Quer saber quem, realmente, recebeu e apareceu para trabalhar.

Os fantasmas terão seus nomes levados à Justiça. Se tiver vários cargos poderá optar por um, mas terá que devolver o dinheiro que recebeu sem prestar o serviço.

“Ele opta por um dos cargos e aí resolve do ponto de vista administrativo, o que o Ministério Público vai verificar é se esse cargo que, efetivamente, tava em acúmulo ele prestou serviço, se for constatado que ele não tenha prestado serviço ele tem que devolver todo o dinheiro recebido indevidamente já que ele não prestou serviço”, explicou a promotora

PREFEITO FALOU

Sobre o trabalho do Ministério Público o novo prefeito disse não se opor.

Informou que começou tomando providências, como o recadastramento de todos os servidores, para que em seu governo não haja o mesmo problema.

Afirmou ainda que vai colaborar no que for solicitado.

“E apresentou-se mais de 100 pessoas que deixaram de se recadastrar, então essa medida acreditamos que ela é louvável para ajudar o Ministério Público na questão de tirar as pessoas que estão em folha, se que é elas existem, porque, até então, desde o início da nossa gestão não tomamos conhecimento porque os contratados foram todos demitidos pela gestão anterior e nós estamos aqui fazendo um processo seletivo para recolocar eles na sua devida função, que, realmente, exerça essa função, trabalhe em prol da população”, disse o prefeito

do blog do Acelio
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário