28 janeiro, 2017

Fazenda Boqueirão desenvolve agricultura e piscicultura sustentáveis em Timbiras

28 janeiro, 2017
Reportagem Especial: Romenigue Couto e Hildenilson Sousa   28 fev 2017

Localizada a sete (7) quilômetros da sede do município de Timbiras, a Fazenda Boqueirão, de propriedade do senhor Antônio Vasconcelos Silva, o Antônio Fogoió, é um exemplo de como é possível desenvolver uma produção agrícola baseada nos princípios da agroecologia, conceito visto como o mais aceito dentro da realidade do desenvolvimento sustentável, em que a principal meta é a produção econômica de forma integrada ao equilíbrio e à preservação da natureza.

    Antônio Fogoió relata história de vida

A história de vida de Antônio Fogoió, 76 anos de idade, se inicia no município de Barras, estado do Piauí. A família do piauiense muda-se para o estado do Maranhão no ano de 1953, passando a residir no município de Codó. No ano de 1972 Antônio Fogoió passa a morar em Timbiras, onde exerce a profissão de fotógrafo. Anos depois Fogoió muda de profissão, formando-se em Técnico Agrícola pelo Centro Educacional Cenecista Codoense, acontecimento que vai mudar significativamente os rumos da vida do produtor rural.

SERTANEJO FORTE

Nos 45 anos que reside em Timbiras, Antônio Fogoió já desenvolveu diversas atividades produtivas, como a agricultura tradicional e a fruticultura. Logo depois passou a trabalhar, com a orientação e o financiamento do DNOCS e do Banco do Nordeste, com a produção comercial de mudas vegetais e com a criação e venda de peixes/piscicultura. No ramo de mudas frutíferas e ornamentais, o agricultor trabalha com o plantio e a venda das cítricas como laranja, tangerina, limão e acerola. Outras frutas regionais e exóticas também são produzidas em larga escala na Fazenda Boqueirão, como caju, goiaba, carambola, manga, abacate, pitanga, murta, guabiraba, murici, pitomba, cupuaçu, oiti, variedades de palmeiras, dentre outras, sob supervisão da filha e engenheira agrônoma Rosenilde Sampaio Meneses

O diferencial na produção da Fazenda Boqueirão, que possui 66 hectares de área, é a maneira como os manejos do solo e aquífero são realizados, dentro do correto aproveitamento dos recursos orgânicos que a própria natureza oferece, o que garante um baixo custo financeiro e de consumo de energia. Esses manejos agroecológicos favorecem a preservação dos ecossistemas da Fazenda Boqueirão, situação observada pelo noticiasdahora.net.br quando da realização desta reportagem.

A UM PASSO DO PARAÍSO

Registramos a abundância de espécies de plantas, árvores e animais, como capivaras, mergulhões e garças reais, garças nativas do Pantanal Matogrossense, que Antônio Fogoió acredita terem pousado na fazenda na época de migração, e reconhecido o local como habitat propício para conviver. O produtor rural confidenciou para a reportagem que tenta ao máximo preservar a flora e a fauna na sua propriedade, proibindo a extração vegetal predatória e a caça, prática que beneficia o meio ambiente.

Antônio Fogoió fez um depoimento no qual contou qual a sensação de ser além de produtor um ambientalista: “eu tento, eu nunca desisti, mesmo com problema de invasão eu ‘tô’ procurando as pessoas que ‘tão’ invadindo, conversando com eles, e conscientizando algumas pessoas pra preservar o meio ambiente. Porque existe uma necessidade de preservação para manter a nossa floresta em equilíbrio, porque faz parte do nosso ecossistema. Se nós ‘desequilibra’ o nosso meio nós não temos muito pra andar. Nessa minha represa eu tenho matriz das espécies aqui regional, e quando chega o período da piracema eu solto elas e elas desovam, e isso traz muito peixe novo, isso faz o povoamento nos igarapés, nos rios. Me sinto feliz por ter contribuído com o nosso município”.

    Produção na Fazenda Boqueirão: piscicultura e plantas para arborização

Outra informação que causa grata surpresa é o fato da Fazenda Boqueirão servir de local de fazenda-escola para estágio de instituições de cursos agrícolas, como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA/Campus Codó, e de escolas da Agricultura Familiar de outros municípios maranhenses. O produtor também já ofereceu um curso ministrado por um engenheiro de pesca para dezenas de pequenos produtores timbirenses, que aprenderam novas técnicas para o aumento da produtividade.

Os 66 hectares de área da fazenda são aproveitados de forma sustentável, e um bom exemplo disso é a tecnologia de captação e escoamento de água, através de um sistema inventado e adaptado pelo próprio Antônio Fogoió, denominado “monge”. O sistema de drenagem utiliza a força da gravidade para realizar todo o trabalho hidráulico, sem a necessidade de energia elétrica, o que resulta em economia de dinheiro. Outra inovação na tecnologia de baixo preço e de baixo impacto ambiental é a oxigenação dos tanques por meio do aerador artesanal “samuca”, que otimiza em 100% a relação custo-benefício.

O MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO

Em termos de capacidade de produção, a Fazenda Boqueirão é pioneira na criação e na venda de peixes para abastecimento dos mercados consumidores de Timbiras, Codó e Coroatá. O proprietário relata que vários outros piscicultores da Região dos Cocais começaram a produzir a partir do modelo de piscicultura utilizado há 26 anos pelo Armazém do Campo, que possui 18 tanques de engorda e 5 tanques-berçários, o que possibilita uma produção de até 140.000 quilos / 140 toneladas ao ano de peixes da espécie TAMBATINGA, cruzamento das espécies tambaqui com pirapitinga. Atualmente a produção é de aproximadamente 65 toneladas, devido à escassez de chuvas nas últimas temporadas.
    Tambatinga   (Foto: Fábio Sassel - via internet).

Atualmente a empresa agrária de Antônio Fogoió, o Armazém do Campo, vem passando por uma expansão econômica para mais alguns setores, como a comercialização de produtos e insumos agroveterinários, inclusive com a instalação e o funcionamento de um laboratório para o melhoramento da produção e venda de alevinos (filhotes de peixes). O empresário Francisco Vasconcelos Silva, que é filho de Fogoió, é quem gerencia esta parte comercial da empresa.


    Comercialização de produtos e insumos agropecuários

A Fazenda Boqueirão é um exemplo de empreendedorismo na atividade agrário-pesqueira e de consciência ambiental, e tem mostrado a potencialidade da economia de Timbiras no que se refere ao crescimento, à geração de empregos, renda e riqueza para o município, bem como para o fortalecimento da segurança alimentar das populações, pois sabe-se que o peixe é um alimento com suficiência ideal em proteínas e demais nutrientes, podendo ser adquirido “in natura” a preço acessível, beneficiando ao mesmo tempo aos empresários rurais e aos habitantes locais.

Por Romenigue Couto e Hildenilson Sousa
www.noticiasdahora.net.br







Reações:

0 comentários:

Postar um comentário