25 janeiro, 2017

A CRACOLÂNDIA DE CODÓ PODE ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS

25 janeiro, 2017
20150219_1439241A tão sonhada construção do Mercado Central de Codó soou como algo positivo para o prefeito Francisco Nagib – PDT, acontece que uma construção nos moldes do que foi anunciado, gerou uma expectativa muito grande para aqueles trabalhadores que, por falta de estrutura, armazenam metade das frutas, verduras e legumes de forma inadequada e que colocam em risco a saúde da população.

A ideia do prefeito é de retirar todas as barracas que estão sobre o canal do Riacho Água Fria, com isso os locais onde estão servindo para guardar os alimentos estão com os dias contados. Com os dias contados estão também os casebres que funcionam como ponto de tráfico de drogas, prostituição e a concentração de dezenas de usuários do Crack, Maconha, Cachaça e o Oxi, isto mesmo o Oxi, droga que é dez vezes mais potente que o Crack e que já chegou a Codó.

O nosso município, nunca elaborou uma “Política de Ação Preventiva contra as Drogas”, alguém lembra daquele Conselho que foi criado para isso, pois é meus amigos nem eu.

Como o processo de expansão e de ocupação de espaços ociosos e principalmente espaços públicos é bem dinâmico, onde a fiscalização dos órgãos competentes quase inexiste, é bem provável que aqueles usuários que transitam no Mercado Central, migrarão para outros pontos da cidade, podendo até permanecerem em seu entorno.

Talvez essa migração nem esteja preocupando o Ministério Público, Judiciário, Prefeitura e demais Órgãos. Quando se fala em expansão do tráfico de drogas em um local, praticamente todos se remetem à ineficácia das polícias e quem geralmente pagam o pato, são as Polícias Civis e Militares e esquecem que Política Anti Drogas deve começar na família, passar pela escola, religião, …, e por último as duas polícias citadas. Pois ninguém fala do Exército que falha na proteção de nossas fronteiras, ninguém fala que a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal falharam em fiscalizar a entrada por terra das drogas em nosso país.

Como vimos, o tema “Prevenção Contra as Drogas” não é tão simples assim como muitos imaginam, cada segmento deve fazer sua parte e o Prefeito precisa arregaçar as mangas e encarar de frente esse problema e fazer aquilo que lhe compete e quem sabe o algo mais, pois a cada dia que passa, aumenta mais e mais o número de Zumbis naquele local que é considerado a nossa vergonha, “A Cracolândia”.

Fonte: Blog do Bezerra
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário